sexta-feira, 11 de junho de 2010

TAÍ, VIU? AGORA DEU...

- Onde vais botar?
- Na frente.
- Não dá.
- Então atrás.
- Será que cabe?
- Sob medida.
- Cuidado para não arranhar.
- Assim estiradinha bem no comprido.
- E as pernas onde coloco?
- Passa por cima.
- Estou escorregando.
- Enfia o pé aqui.
- Assim me dá cãibra nas nádegas.
- Relaxa.
- Vai ficar aberta?
- Deixa que eu fecho por fora.
- Anda, entra duma vez.
- Calma, vou passar para o outro lado.
- Te manda logo que eu não agüento mais.
- Rapidinho, tu nem vais sentir.
- Mas vê se te apuras.
- Estou fazendo tudo para acabar logo.
****************************************
- Aiii... Parada brusca não vale.
- Taí, viu? Agora deu...
- Não precisavas exagerar.
- Já, já tiro para fora.
- Cuida para não esfolar.
- Imagina a gente de a pé por aí.
- Não tinha graça.
- De táxi é muito mais moleza...
- Toda vida!
- Para carregar uma geladeira.

5 comentários:

Anônimo disse...

Mestre José Alberto de Souza, deixaste todo mundo expectante desde o início da tua narrativa. Parabéns! Continuas nos deliciando com "causos" e fátos que fazem parte do nosso dia a dia.
Um grande abraço
Edemar Annuseck
São Paulo-SP

Anônimo disse...

Tio quero saber se foi inspirado na mudança, he, he. Muito bom. Beijos.

Gilberto disse...

Caríssimo:

Nos surpreendes demonstrando esse teu lado humorista.
Parabéns

marilia disse...

Realmente surpreendente meu querido amigo.Desconhecia este teu lado! Hilário!parabéns ainda bem que limpaste minha mente no final!!hahahaha!

Helena Ortiz disse...

Meu caro Souza,
Que coisa boa receber notícias tuas, há tanto tempo perdidas.
Estás saidinho hem? Mas fico feliz com a tua disposição.
Um grande abraço e daqui pra frente
nos acompanharemos.
grande abraço
Helena