quinta-feira, 19 de maio de 2011

Não é que eu queira me gabar...

Alguém me disse uma vez que só é escritor aquele que tem livro publicado. Palavra, que jamais tive essa pretensão de editar qualquer obra. Porém, em novembro de 2009, o meu sobrinho “emprestado” Carlos José de Azevedo Machado (esposo de Vera Lúcia Souza Pacheco, esta sim legítima), então titular da Secretaria Municipal de Cultura me intimou a lançar no ano seguinte uma publicação de minha autoria na II Feira Binacional do Livro, de Jaguarão-RS. E se agora me invisto dessa condição, devo única e exclusivamente àquele seu estimulante desafio.

No mês passado, fui colhido de surpresa ao me deparar com postagem referente à minha pessoa no blogue “Talentos Jaguarenses: do passado ao presente”, a qual foi motivo de divulgação através de mensagem aos contatos mais chegados com os seguintes dizeres: “Não é que eu queira me gabar, mas me colocaram nesta galeria http://talentosjaguarenses.blogspot.com/2011/03/jose-alberto-de-souza.html. Diante de tantas manifestações de júbilo, resolvi transcrevê-las nos comentários abaixo, bem como enumerar todas as postagens publicadas naquele diário eletrônico até o momento:

01. Músicos Jaguarensses;

02. Escritores Jaguarenses;

03. Artistas Plásticos Jaguarenses;

04. Artesões Jaguarenses;

05, Joaquim Caetano da Silva;

06. Dr. Carlos Barbosa Gonçalves;

07. Eduardo Nadruz – o Edu da Gaita;

08. Sérgio da Costa Franco;

09. Aldyr Garcia Schlee;

10. Martim César Gonçalves;

11. Hélio Ramirez;

12. Gilberto Isquierdo;

13. José Alberto de Souza;

14. Eduardo Álvares de Souza Soares;

15. Marilu Duarte;

16. Carlos Heráclito Mello Neves (Kalunga);

17. Jaguarenses Ilustres Que Fizeram História;

18. Lau Siqueira;

19. Osvaldo Cordeiro de Farias;

20. Lau Siqueira lança livro em Porto Alegre, Curitiba e João

Pessoa;

21. Satyro Agenor Garcia;

22. Paulo Timm;

23. Alesssandro Gonçalves;

24. Maristel Pereira Mainardi;

25. Hermes Pinto Affonso;

26. Carlos Alberto Ribas;

27. Tempo, Espaço e Máscaras – Exposição da Artista Ana Izabel

Bretanha na Galeria de Artes da UCPEL;

28. Jerônimo Jardim – Um Grande Artista Jaguarense.

Evidente que me sinto bastante honrado com essa deferência, apesar de um pouco constrangido por anteceder inúmeras personalidades bem mais merecedoras de constarem nesse rol de notáveis, alguns ainda não acolhidos mas que por certo terão a sua vez com o decorrer do tempo e a ampliação do espaço desse resgate histórico.

23 comentários:

Jorge Luiz Passos disse...

Muito merececidamente Don José! Saudações!

Marco Aurélio Vasconcellos disse...

Podes te gabar, sim, mormente porque estás numa parceria buenacha. Por tudo quanto já fizeste e continuas fazendo com muito competência, tua inclusão entre as celebridades jaguarenses é mais do que merecida. Meus sinceros parabéns, meu caro Souza. Abraço grande, Marco.

Fernando Neubarth disse...

Parabéns, Souza, nenhum sucesso é maior do que o reconhecimento que um artista recebe da sua própria aldeia. Grande abraço, com admiração e afeto. Fernando Neubarth

José Paulo Sabbado disse...

Parabéns, amigo Dutra, pela merecida inclusão nessa importante galeria de nossa querida Jaguarão. Um grande abraço. Paulo Sabbado.

Cabeda disse...

Parabéns, Souza. Finalmente, Jaguarão se curva perante o inevitável!

Clarice Villac disse...

Merecida homenagem ! Daqui de Campinas, estado de São Paulo, admiro o talento literário de José Alberto de Souza, sua prosa cativante a nos fazer companhia como uma boa conversa, plena de tipos humanos que vão ficando como nossos amigos... a nos transportar no tempo, espaço, guiados por suas narrativas saborosas & sábias ! Viva !

Glênio Reis disse...

OI, JAS
NADA MAIS BELO DO QUE PODER COLHER OS FRUTOS QUE PLANTOU DESDE OS TEMPOS DOS PÉS DESCALÇOS EM JAGUARÃO. PARABÉNS, GREIS

Ellen Reis Tanger disse...

"PARABÉNS, O SENHOR MERECE!!!! GRANDE ABRAÇO!
ELLEN

Jacqueline Aisenman disse...

Mas pode e deve se gabar!!! Muito legal!!!

Luiz Mauro Pinto Costa disse...

Merecida homenagem, meu amigo.
Parabéns, abraço e boa semana.

Zilda Azevedo disse...

Parabéns!!! Muito merecido o título!
Abraços de felicitações!

Hunder Everto Corrêa disse...

Parabens, José Alberto, tua contribuição nas letras e em outras atividades merece o destaque e reconhecimento de teus conterraneos.
Um abraço. Hunder.

Jerônimo Fagundes de Souza disse...

Parabéns.

Sérgio Souza Amaro da Silveira disse...

Parabéns tio Zézinho por mais esse reconhecimento... abraço

Diná Bernardi disse...

Souza Parabéns pela homenagem, voce merece. Diná

Jane Alice Machado disse...

Parabens José Alberto; texto maravilhoso.
Vou acompanhar o teu trabalho.
O ESPAÇO CULTURAL DO TRT4 se dedica às artes plásticas, mas, em 2012 faremos lançamento de livros, como já fizemos nos anos anteriores.
Entraremos em contato. Abraço, Jane Alice Machado - Coordenadora do Espaço Cultural TRT 4ª Região.

MARCELLO CAMPOS disse...

Grande José Alberto de Souza!
O poeta e cronista que não me deixa pagar o cafezinho. Mas um dia eu me vingo, hehehehe.

Esse guri ainda vai longe.

Abraço,
Marcello Campos

Anônimo disse...

É isso aí Tio, homenagens mais que merecidas. E já vá pensando nos próximos lançamentos, nada de guardar esse belo trabalho lá no fundo da gaveta...he, he.Um beijão, parabéns!
Hilda

helena disse...

Parabéns Zezinho por essa merecida homenagem.Um abraço

Edemar Annuseck disse...

Grande Mestre José Alberto de Souza,
Você merece muito mais.
Parabéns e um forte abraço,
Edemar Annuseck

ALINE BRASIL - Assessoria de Marketing e Eventos disse...

Tenho orgulho de ter recebido ilustre figura no Divina Arte Café.
Parabéns pela homenagem.
Cordial abraço
Aline Brasil Eventos

Aguinaldo Loyo Bechelli disse...

As "Macacas de Auditório", bom José Alberto, não me deixaram brecha para o merecido elogio a você.
Nota-se a justa e espontânea homenagem.
Afinal, esse é o nosso elixir - o reconhecimento público, ainda que no particular.
Baitabracito, Beijo, Bença e Tchau aqui do amigo - irmãozinho de outra "encadernação".
Aguinaldo - Velho em Folha.
(Ué! Não - existe novo em folha?)

Carlos José de Azevedo Machado disse...

Nada mais merecido, Tio Zezinho. Principalmente num momento em que nossa terrinha virou Patrimônio Histórico Nacional. Parabéns.